Seca

Geral, Política

Em primeiro lugar, é melhor prevenir do que remediar. Infelizmente o Rio Grande do Sul vive hoje uma grande seca, gerando muitos prejuízos econômicos e social. A ajuda do Governo Central parece distante e o Estado sem fôlego jamais poderá ajudar a curto prazo, e o que vemos é um semblante de desolação em todos, principalmente os produtores.

Já é  fato que o Brasil não tem uma política preventiva, e prefere solucionar as consequências do que as causas. Isto se deve ao fato da mentalidade de nossos governantes, uma vez que é mais publicidade mostrar que ajudou a salvar a população da seca com milhões de recursos liberados (quando ajuda) do que construir reservatórios de água para produção e consumo humano. Os egípcios que viveram no Vale do Nilo descobriram a importância de guardar a água há 6000 anos a.C. E hoje nos não somos capazes de fazer o que eles faziam, talvez seja preciso necessitarmos de água como eles necessitavam para que alguma solução surja.

Assim, admitir que pessoas morram por falta de planejamento é uma vergonha! Vergonha deste Estado omisso e também dos cidadãos que pouco fazem para cobrar e tomar soluções. Sim! Fazer algo por conta própria ou em conjunto também é uma solução. Não se esqueçam, enquanto uns choram, outros vendem lenços.