Faça Pós!

Geral

Em primeiro lugar busque conhecimento, busque qualificar-se, busque titulação.

Alguém irá questionar: mas diploma não resolve nada! De fato, ter um papel de titulação de pouco adianta se o conhecimento dele não for utilizado. E mais, se o conhecimento o diploma não estiver na tua cabeça, o dinheiro foi pelo ralo.

A busca insaciável por conhecimento enalte o homem e alimenta a alma. A maturidade se conquista a passos largos com leituras, cursos e viagens. Realizando cursos EAD´s e comprando livros são métodos econômicos e práticos para subir na vida. Viagens, quando tua estabilidade financeira permitir: aproveite.

Já realizei uma pós na Anhanguera e atualmente estou cursando outra na Uninter, e ambas EAD. E garanto: isso tem me ajudado a crescer como pessoa e profissionalmente. A pós da Uninter estou pagando R$ 280,00 mensais, um investimento alto para meu salário hoje, mas vislumbro no curto prazo ascensão dentro da empresa onde trabalho. E esse investimento já poderá ser diluído.

Mexa o teu dedo e clique abaixo e consulte, faça orçamentos e quebre a inércia.

Anhanguera

Uninter

Eu me tornei o que eu mais temia

Pessoal, RH

Em primeiro lugar, não sei se é por causa do meu trabalho ou de onde estou morando hoje, mas percebi que estou ficando velho.

Na realidade, muitos sempre dizem que aparento ter 35/36 anos. Ledo engano.

Ultimamente tenho dores aqui e a ali. Alguns Dorflex e um repouso já bastam para resolver. Além disso, tenho falado muitas gírias de velho. Sabe, quando tu encontras alguém fala sempre a mesma coisa, começa a ter as mesmas manias de conversa e por aí vai. A fronteira gaúcha é cheia de nuances.

A fronteira nos reserva um lugar para voltar ao passado, conhecer costumes ainda praticados, entender nacos da história na prática. E isso, tem feito uma grande mudança na minha mente. Claro que o serviço bancário também é rotina, e rotina te leva sempre a repetir atos já consolidados. E os clientes gostam quando tu sempre fazes a mesma coisa, o mesmo cumprimento, a mesma saudação e sempre tem uma história para contar.

Por isso, fique ligado: faça coisas para não se tornar o que tu mais teme. Comecei outra Pós-Graduação na Tecnologia da Informação recentemente e um curso técnico em programação. Preciso manter meu cérebro vivo. Preciso aproveitar este tempo de fronteira para evoluir.

Cansei de pessoas

Empreendedorismo, Sociedade

Em primeiro lugar cansei de pessoas foi a frase que mais tenho escutado nos últimos anos.

Em partes eu também já cansei de pessoas.

Sim, a palavra certa é cansei mesmo. Fazendo parte anteriormente de um estabelecimento comercial que vendia bens duráveis (carro), acabei nesse período percebendo como as pessoas se comportam, e hoje, ainda mais, trabalhando em uma instituição pública financeira, percebo que pessoas cansa.

Quero aqui fazer um PS.: Quando irei me referir a pessoas aqui, não falo de pessoas/funcionários de uma empresa, acredito ali ser um universo diferente do que vou escrever. O fato é que lidar com pessoas nas organizações é desafiante, motivante e prazeroso.

Ouvindo agora de vários comerciários que “lidar com gente é difícil”, ouvi de um que afirma que irá vender seu comércio dentro de alguns anos e gozar de sua “aposentadoria involuntária”.

Porque atender o público em geral de empresas que atendem público em geral virou carma? Será que só eu percebi isso ou só eu sinto isso? (Empresas com clientes bem segmentados não passam por isso – e fica difícil ter essa percepção do todo). Porque dizer um não para o cliente ou e explicar que as coisas não funcionam como eles acham que funciona é motivo de judicialização de tudo?

Claro que o empresariado não é de todo o santo, mas está ficando difícil competir com o relacionamento truncado com empregados e agora com clientes.

Explicar a um cliente que não dá pra fazer, que a garantia não cobre, que foi mau uso (principalmente em informática – as pessoas acham que sabem mexer em um computador, porém, elas aprenderem mexer em um Windows 95, e hoje os softwares estão mais avançados que um “excluir” leva pro pau toda a máquina), ou qualquer outra coisa. As pessoas não aceitam nada.

É cada vez mais raro quem sabe negociar sem querer ferrar um ou o outro, ou quem só quer fazer um negócio se ganhar grande vantagem a ponto de dizer por aí que logrou o interlocutor da negociação.

Portanto, há desanimo geral, e percebo que as coisas não irão melhorar. A nossa sociedade está ficando oca. E o empresariado cansado. E se houve uma greve geral dos investidores/empresários/mentes pensantes e atuantes, e não movimentassem mais nenhum centavo e um dedo para arriscar em algo, como seria?

Carteira de trabalho não é álbum de figurinhas

RH

Em primeiro lugar até pouco tempo atrás era comum encontrar empregos vitalícios no Japão. Honra e lealdade acima até da produtividade: que cultura! Há também quem tem na sua carteira de trabalho uma verdadeira coleção de “figurinhas” por onde passa. Não saciado por carimbos, empregados rodam para buscar o emprego perfeito. Como isso não existe, a carteira fica sim suja.

Nem sempre vamos encontrar o local perfeito para crescer, aprender, ganhar dinheiro e ter uma vida feliz. As vezes, nunca vamos encontrar. Infelizmente, essa é a realidade. No entanto, tu tem uma chance: a liberdade de buscar ao menos melhores oportunidades.

Como sempre digo, nem tudo são rosas, por isso, aproveite nos lugares por onde passar para ao menos aprender o que não fazer. Aprenda para tentar acertar na primeira. Isso também não é fácil, mas vale a tentativa. Se encontrou o lugar certo, agarre-o com duas mãos firmes (mas não fique cego, pois poderá perder oportunidades melhores).

Por isso, preste atenção na sua carreira. Errar por algum período faz parte, é inevitável.  Então mentalize que tua carreira não pode ser uma coleção de figurinhas, mas sim algo que demonstra evolução, solidez (mesmo que permaneça pouco tempo em um emprego) e amadurecimento.

Por tanto, deixe para colecionar conquistas, e não carimbos em sua carteira, pense seriamente nisso.

Dicas para cursos online: Clica nesta informação do InfoMoney 

De volta à Argentina

Geral, Pessoal

Em primeiro lugar em 2012 realizei intercambio em Santa Fe, Capital. Nesta experiência aprendi muito, não mudei como muitas pessoas que fazem intercambio. Aliás, amadureci e cresci muito muito. Evolui.

Hoje estou “de volta a Argentina”, pois morando em Porto Xavier, já gosto de estar perto e poder visitar os hermanos. Aprende-se muito com eles!

Em Porto Xavier me deparei com um povo muito acolhedor. Talvez por estarmos numa ponta do Rio Grande e com conexões restritas para o Brasil, a hospitalidade é enorme! Confesso que poucas vezes senti-me bem acolhido em um lugar novo.

Trabalhar no Banrisul é uma oportunidade de aprender muito. O que fazer e não fazer. A mistura do público com o privado também é um aprendizado enorme.

Portanto, estamos de volta a oportunidade de aprender e crescer mais uma vez. Apesar de ser longe de casa, seguimos desbravando as coxilhas deste mundão.

Seja perito

RH

Em primeiro lugar seja bom, o melhor, no que trabalha.

Seja o melhor para ti mesmo. Foque nas oportunidades que surgem para aprender e aprender mais. Em um mercado tão competitivo e canibal, só os melhores terão as melhores oportunidades de crescimento e de remuneração. Independentemente de onde esteja, sacrifique-se para aprender, conhecer e aplicar tudo que domina sobre o assunto é fundamental para sobreviver e prosperar.

Não é uma regra absoluta, pois as vezes se vê cada pessoa em cada alto posto que é de se espantar. Mas isso não é a regra.

A resiliência em se adaptar a situação exige muito auto controle e muitas oportunidade para ganhos para valer a pena. E por isso, sempre valera a pena ser perito. Um perito referência. Quando alguém precisar de alguma coisa, é o perito que vão procurar. Quando algo estiver dando errado, é o perito que vai resolver.

Não pense que ser perito para resolver problemas é ruim, pelo contrário, quanto mais útil e resultados gerar, com certeza maior será a prosperidade da sua trajetória. Tenha certeza de sempre se comprometer consigo mesmo, trabalhe pensando em sua empregabilidade. O mais importante de tudo é a sua colocação no mercado de trabalho. Para estas pessoas bem colocadas, nada melhor do que ter sempre boas colocações. E perceba, quem é perito tem destaque.

Em todas as áreas em que se possa imaginar há peritos e estes são destaques. Observe ao seu redor, quantos peritos tu conhece? O que tu pode aprender com eles… isso já é uma forma de aprender. Não acha isso?

Por fim, comece a praticar a arte da pericia. Vasculhe a internet procurando artigos, pessoas com referência, pessoas referência, empresas líderes, bons professores e ótimos exemplos para copiar e seguir!

Saiba fazer algo

RH

Em primeiro lugar muitas pessoas sabem fazer de tudo, mas não sabem fazer nada.

É comum pessoas ao pedirem um emprego dizerem proferirem as palavras acima.

Tenho escrito aqui por diversas vezes que há vários cursos gratuitos e online que possibilitam aprendizado e qualificação. Não hesite, planeje-se para que escolher uma habilidade e a desenvolva.

Há pessoas que sabem cozinhar bem, então, invista naquilo que goste que saiba fazer diferente e bem feito. Cursos de culinária virtuais e presenciais estão por ai. Encontre sua oportunidade, ou melhor, crie as suas oportunidades.

Se você tiver a perspicácia de compreender que seguir um rumo, e um rumo que pague bem e que você se sinta bem, não perca tempo. Há o entendimento intrínseco que se está bem quando se está contente. Ou seja, quando tu estiver satisfeito com que gosta e sabe fazer irá entender que saber fazer algo, irá te motivar.

Existe hoje profissões e trabalhos que rendem valores superiores a quem possuí ensino superior completo. Isso não surpreende, pois a lei da oferta e demanda impera. E o labor manual e operacional, apesar da grande demanda, ainda há sempre espaço para pessoas qualificadas para suprir vagas específicas. Os empresários sempre falam: falta gente! Assim pense em saber fazer algo!