Dividir para conquistar

Geral, Política, Sociedade

Em primeiro lugar esta é uma estratégia antiga da arte da guerra. E atualmente a nossa sociedade encontra-se numa situação em que há uma parcela importante e barulhenta da sociedade que prega que menos favorecidos precisam de protetores. Muitas vezes, não há divisão. Mas, cria-se um conceito de divisão para poder surgir protetores. A questão, é que esta vassalagem, custa caro possuir estes protetores. Aos primeiros olhares, parece loucura pensar nisto, porém, ao analisar bem, esta estratégia está cada vez mais evidente.

Liberdade, Igualdade e Fraternidade não se constrói dividindo. Claro que a liberdade dá o direito á desigualdade, porém, isto dá oportunidade de ascensão e mobilidade social. Antes de tudo, precisamos oportunizar. Criar um sistema que favoreça a liberdade, o respeito e a possibilidade de mobilidade. As falsas ajudar muitas vezes não querem que a minoria ascenda, mas sim, que aceite sua situação e lute por mudar sem sair do lugar.

Na vida empresarial, em partes, é assim que funciona. Os melhores ascendem em condições de liberdade e de oportunidades. As empresas que não agem assim, estão fadadas a serem chefiadas por incompetentes. Incompetentes tendem a liquidar companhias.

Pessoas incompetentes têm liquidado nossa sociedade. Dividindo-a. Aumentando impostos que afetam os mais pobres e pequenos empreendedores. E neste momento a geração que não trabalha e não estuda está chegando a uma idade que trabalhar e pegar no pesado será uma tarefa difícil. Sem honra, sem glória, sem suor. O caos está só começando. Precisamos de pessoas dispostas a arriscar, a superar limites, a trabalhar!

No entanto, quando mais vitimizados somos, mais esperançosos de que alguém vai nos dar algo aumenta. Se não se ganha nada, gera-se decepção e a frustação, e estas são os piores combustíveis para uma revolta. Portanto, acredito que para superar discriminações, precisamos ter coragem para reduzir os crimes que possam advir com penas claras e aplicáveis. E ter coragem para não discriminar nada.