Politicamente correto: não há espaço para ficar sobre o muro

Política, Sociedade

Em primeiro lugar ser politicamente correto não é ser absolutamente certo.

Essa premissa está tão presente hoje que há o entendimento de que não há mais espaço para pessoas ficarem em cima do muro. Muros estes construídos muitas vezes para justamente existir um muro para ficar sobre ele. Estranho isso não é? Mas é o que parece atualmente. Cria-se muros para juízes de plantão proferirem sentenças absolutas e eventos de Facebook conclamarem milhões de pessoas para um evento virtual.

Há por parte de algumas pessoas de nossa sociedade de que a maioria deve pagar por oprimir minorias. Há grupos que pregam que a maioria deve arcar com os ônus de ser maioria e de ter que suportar bônus para que a minoria seja ressarcida por anos de opressão. Até mesmo nossos representantes eletivos estão saindo do muro e assumindo posições até recentemente impensáveis. Na real, muitos hoje estão assumindo seu lado. Muitos voltaram a ter liberdade de assumir um lado. De ser e pertencer a algum grupo, sem que isso gerasse pré-conceito.

Não critico as minorias por existiram, no entanto, as minorias das minorias que pregam o ódio, e que galgam espaço pregando ferozmente que a maioria não presta e não deveria existir do modo como é, deveriam beber do mesmo veneno que pregam.

Partindo do pressuposto de cada um é livre e que deva respeitar as leis dos homens, limitando-se a não interferir no destino do seu próximo, se eu quero pertencer a um grupo de maioria “a” ou “b”, ou de minoria, isso não pode ser condenado por ninguém. Nem pela maioria, tampouco pela minoria.

E foram as varas judicias de plantão que estão tornando as pessoas cada vez mais participativa de grupos. Tanto de maioria ou de minoria. Isso é bom!

É bom, pois vamos viver uma sociedade plural, e não em uma sociedade de aparências, onde todos querem estar de bem com todos, ser o que não são, pensar o que não querem pensar, agir contra gosto, e receber aquilo que não deseja. Alguns afirmam que a Direita saiu do armário. Até pode ser, mas isso é ruim? (Extremistas de Direita e Esquerda são sim problemáticos) Ser de Direita, ou de Esquerda – no sentido político ideológico, não é ruim! Nos últimos anos parecia que todos estavam do mesmo lado, mas ao mesmo tempo não estavam.

Os muros antes construídos, parecem agora findar, mas o que nunca findará é a necessidade de pertencimento. Qual é o  seu lado agora que não existe muro para ficar sobre?

 

E a sua opnião?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s