Como parar em um emprego?

Administração, Empreendedorismo, RH

Em primeiro lugar atualmente a permanência em um emprego por um longo tempo já não é o objetivo da maioria dos trabalhadores. Talvez os “Tempos Modernos” sejam outros.

Hoje não mais mal entendimento de quem permanece 12 ou 24 meses em um trabalho. Há quem diga que a permanência por 6 meses já o suficiente para uma ampla experiência e pode trazer a empresa motivação: vassoura nova sempre vare melhor.

Para o profissional que pouco fica em um trabalho deve transparecer ao futuro empregador: o profissional tem este perfil, o setor do ramo de atuação do profissional permitia esta mobilidade sem prejuízos, e o mercado de trabalho compreendia esta postura do trabalhador. Aqui cabe um cuidado para que o empregado não fique pulando de galho em galho, pois isso pode sujar a carteira dele! Isso mesmo, deixará uma má impressão.

Por isso, a mudança em curto período de tempo deve ser muito bem estruturada pelo profissional. Ter um bom currículo, boas experiências e boa formação são essenciais para o início de uma trajetória profissional em curto espaço de tempo em uma empresa. Sinal disso tudo, até no Japão os empregos vitalícios estão fora de moda. Na real, percebeu-se que a fidelidade a empresa por longo tempo pode gerar vários vícios ao empregado. O orgulho do empregado em trabalhar por uma vida de doação a sua empresa, hoje se resume em prédios para empregados vitalícios fora do mercado. Algumas empresas do ramo da tecnologia criaram estes espaços para acomodar empregados improdutivos para que eles possam aproveitar o tempo com algo que lhe tem interesse, e que talvez possa ser aproveitado pelas empresas.

Se até na terra do sol nascente as coisas mudam, no Brasil o entendimento de que rápidas experiências podem ser boas para empresa – pois recebe um trabalhador que vivenciou muitas empresas do mesmo setor ou até mesmo de diversos setores. Para a empresa, isso trás uma visão de mundo maior e mais aprofundada. Muitas vezes, as diversas experiências deste colaborador podem solucionar problemas que funcionários acomodados não resolviam. Ao empregado, isso dá uma excelente experiência de vida.

O futuro chegou e hoje os “Tempos Modernos” são outros!

2 comentários sobre “Como parar em um emprego?

  1. Boa noite Junior, adoro seu blog, para mim são muito esclarecedores os seus artigos. Eu acabei sendo obrigada a pedir as contas em meu último trabalho que era um banco, mas fiquei com uma dúvida. Na vaga daquele trabalho dizia que tinha que o profissional tinha que ter experiência com documentação societária, mas eu só tinha experiência na área bancária. Depois de me contratarem, ao descobrirem que eu não tinha experiência com esse tipo de documentação, começaram a fazer eu sofrer assédio moral ao qual eles chamavam aquilo de bullying e disseram que todo mundo que entra lá sem experiência, passa por isso. A minha dúvida é: nesse caso a empresa tem a obrigação de dar treinamento sobre documentação societária ou desligar o funcionário ou continuar com o assédio moral? Muito obrigado pela atenção.

    Curtir

    1. Olá Aline, obrigado pelo carinho, seja sempre muito bem vida ao blog! Trabalho em um banco hoje, público (o Banrisul) mas com muita governança corporativa aplicada ultimamente. Assim, posso de te dizer que para qualquer coisa que o banco queira nos colocar, ele nos treina. Por isso, ou tu já sabe fazer ou se o banco te quer naquela função ele te treina. E no privado isso, ao menos para as minhas experiências, nunca foi diferente. Se tu não tava gostando de lá, fez certo em sair da empresa. Procure agora locais melhores, e quem sabe, até pode conseguir um trabalho melhor! Boa sorte.

      Curtir

E a sua opnião?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s