desENVOLVENDO

RH

Em primeiro lugar sou da opinião de que as empresas, por menores que sejam, devem buscar o desenvolvimento. Não vou nem entrar no conceito de sustentabilidade e tripé da sustentabilidade porque em pleno 2013 isto deve ser tão obvio quanto andar para frente. Uma empresa segue o ciclo da vida bem parecido com o nosso, nascimento, crescimento e morte. Só que ao contrario de nos as organizações podem “escolher” pela mortalidade ou não. E não falo aqui apenas de gigantes como a Coca-Cola, Pepsi, Ford, entre outras, abordo aqui as pequenas empresas, o mercadinho da esquina que virou hipermercado, o sapateiro que virou fabricante de calcados, o professor que…o professor ainda continua ganhando pouco e ensinando muito. Pois bem, vamos ao que interessa neste texto o desenvolvimento das empresas que dormiram pequenas e acordaram gigantes. Elas estão ENVOLVENDO seus colaboradores ou apenas desENVOLVENDO a si!? Existem inúmeros exemplos de pequenos que tornaram-se gigantes e passaram a achar que seus colaboradores não haviam acompanhado este crescimento. Mas uma organização não cresce justamente pelas mãos de sua equipe!? Vejo demissões de grandes quadros que vestem a camiseta e criam ambientes propícios para o crescimento do todo e logo após são expurgados por terem pedido valorização. Mas em condições psicológicos normais, eh natural que alguém que, fazendo parte de uma instituição em crescente valorização queira crescer junto e se sentir importante. Vejo exemplos satisfatórios, onde empresas crescem, criam plano de carreira com participação e envolvimento de seus colaboradores e assim tornam o grupo melhor e envolvido com a instituição. São casos, ainda raros, mas que mantém a empresa viva no momento da tão crucial escolha da mortalidade ou não, são eles o desfibrilador que fará a diferença no batimento de vida da empresa. E estes estarão presentes em instituições com desENVOLVIMENTO. O desafio para as empresas são grandes, crescer e continuar olhando para seu grupo como se este fosse sua menina dos olhos. Utópico!? Talvez! Mas para mim isto deveria ser tão natural como a sustentabilidade.

Por, Luiz Carlos Granes Filho

E a sua opnião?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s